Minha Intensidade


Percebi que saí e deixei uma enorme bagunça . E ao chegar ao meu destino. Fiz uma bagunça dez vezes maior. Nunca fui de mexer as estruturas, nem de me colocar no caminho das pessoas. Logo Eu, que fico mal quando acho que fiz alguém perder tempo, e mais mal ainda quanto machuco alguém.

Sei que tenho sérios problemas com o amor, com paixão, e com um simples gostar... Eu intensifico demais. Mas em meio aos meus conceitos loucos, intensidade torna as coisas mais pessoais, mais reais, e mais especiais.
Então talvez não seja um problema ou seja um serio problema mais de um tipo que eu sei que existe, e adoro criar.

É o velho e famoso "se jogar", eu adoro entrar de cabeça em algumas coisas, gosto de beber tudo que tem no copo e depois virá-lo todo, e esperar as últimas gotinhas. Dependendo da situação, eu não penso no que vem depois, no que acontecerá se não der certo.
Mas eu conheço muita gente que desistiu de começar algo porque ficou com medo de partir o coração. Medo de quebrar a cara e não saber se recuperar, quando quem nos cura por total é DEUS. Eu penso que a vida tem que continuar de algum modo, e, acredite, se você quer, o coração sabe suportar as dores. Tenho medo de mais tarde ficar pensando que eu deveria ter feito aquilo. Se surge uma oportunidade que eu talvez não tenha de novo, eu espremo até aproveitar tudo que posso.

Eu amo até meu coração precisar se expandir para caber mais. Apaixono até as mãos tremerem de ansiedade e a saudade bater mesmo tendo visto a pessoa minutos atrás. Se der tudo errado, pelo menos depois eu digo mesmo com as lagrimas de uma possível dor: "Foi uma das melhores sensações que já senti, porque foi intensa". E, é assim que gosto de viver e quero viver sempre porque é a dor de não ter feito nada é maior que a de ter errado.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA PARA MINHA AMIGA

Que eu saiba escolher meus amigos aos meus amores