Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Ele não espera ninguém!

Imagem
Tá que eu sei que não sou, nem estou assim tão velha, mas já consigo ver em mim, algumas coisas desnudadas pelo tempo.  É estranho os contextos de ilusões que criamos, estranho as mentiras  que contamos para nós  mesmos, estranho como acreditamos nelas a ponto de achar que mentimos  para o outros, esquecendo- nos que não existe o mentir para o outro, mas o mentir para si duas vezes. É como se as mentiras que contamos, fossem esconderijos para sermos aceitos, para parecermos  o que em essência não somos, mas o tempo, tempo esse que não espera ninguém, se encarrega de tirar de cada mentira a solidez, uma a uma cada mentira vai sendo revelada, vai perdendo sua força, e vai nos empurrando para dentro de uma caixa, mostrando- nos  a realidade e nos convidando a sair da caixa. A vida, o passar dos dias, o tempo. Nos mostra claramente que não dá para continuarmos mentindo,  a juventude por um tempo nos permite isso, mas vemos o tempo tirar o crédito de cada uma das nossas mentiras, uma após o…