sexta-feira, 27 de maio de 2016

A culpa não é da vítima, cada um tem direito sobre seu corpo

    Eu poderia dizer que o que temos visto nas mídias sobre o estrupo coletivo de uma jovem,  é apenas mais um dos fatos que comprovam a volta de Cristo, sim poderia mas não vou, por não se tratar disso, e sim de um ato de monstros, desprovidos de humanidades que escolheram um caminho errado que "talvez" serão punidos. Mas que não põe fim ao problema!

   Sim, Mateus 24:12 é real, o amor tem se esfriado e a iniquidade de modo alarmante tem se multiplicado, Eu poderia dizer que o que temos visto nas mídias sobre o estrupo coletivo de uma jovem é apenas mais um dos fatos que comprovam a volta de Cristo, sim poderia mas não vou, por não se tratar disso, e sim de um ato de monstros, desprovidos de humanidades que escolheram um caminho errado que "talvez" serão punidos. Mas que não põe fim ao problema.

   Sim, Mateus 24:12 é real, o amor tem se esfriado e a iniquidade de modo alarmante tem se multiplicado, mas falar disso sobre uma questão religiosa, me levaria a questionar nossa organização, sim à luz de quem não entende, O EVANGELHO É PREGADO DE FORMA MACHISTA,  a prova disso? Olha o número de pastores que se assentam à frente das igrejas, olha a tal de história da submissão... Olha o fato de ser pregado que o HOMEM É CABEÇA DA MULHER! E não, não estou falando que isso esteja errado, estou afirmando que está sendo vivido de forma errada. 

    Não estou fazendo discurso feminista, até porque se for olhar ao pé da letra concordo mais com coisas do machismo que do próprio feminismo, embora isso não venha ao caso...
O que me intriga porém é ouvir  QUE A MULHER DEVE SE GUARDAR POIS CABE A ELA  O MAIOR CONTROLE DO QUE ACONTECE NAS RELAÇÕES...  Oi? Sério MESMO? Tá se é assim me responda então porque a porcentagem de mulheres estrupadas é maior que o de homens? Tipo 90 por 40, me soa como uma afronta quando ouço sobre ter que me guardar.. Enquanto eu vos escrevo, enquanto vocês lêem esse texto, mais novas mulheres serão assediadas e estrupadas e boa parte desse número nem ao menos chegará ao conhecimento das autoridades...

     Não me refiro apenas à penetração, aos puxões de cabelo e as mãos em qualquer parte do corpo de uma mulher. Não me refiro apenas a consumação do ato sexual, eu estou falando do FIU FIU  na rua, do OH LA EM CASA,  estou falando de ter que vestir determinado tipo de roupa pra não ter que ouvir um GOSTOSA  de alguém que não escolhi pra ser meu par, falo  de homens olhando pra peito e bunda antes de tudo...

  E isso ser "normal" , isso ser considerado o funcionamento dos homens, e o que acontece se uma mulher fazer o mesmo? Ela será puta, vadia, e quando estrupada ainda se tornará a culpada pela agressão sofrida... a vítima se torna culpada...
 É mesmo sério que em pleno século 21 ainda é apenas a mulher que tem que se guardar? Não, eu não concordo com a submissão, pelo menos não em dar ela a um homem , que pra quem não se recorda foi exigido que protegesse e amasse a mulher, mas tá então, agredir, espancar, apalpar SEM AUTORIZAÇÃO  E ESTUPRAR  FAZEM PARTE DE UM PACOTE DE PROTEÇÃO  PORQUE AFINAL DE CONTAS NOS SOMOS O SEXO FRÁGIL NÉ? 

   Só  que na verdade frágil mesmo é homens usarem o tal do instinto pra burlar falta de caráter, mulher sente desejo, mulher tem NECESSIDADE DE SEXO, SIM MULHER TEM DESEJO E NECESSIDADE DE SEXO, E TEM DIREITO TAMBÉM DE SER RESPEITADA ACIMA DE COMO SE PORTA, ACIMA DE COMO SE VESTE... SUBMISSÃO É ME ENTREGAR AO AMOR E POR AMOR!

  Talvez se homem fosse criado pra ser um pouco menos macho, talvez se fossem criados entendendo que cada um tem seu corpo é direito sobre ele, talvez se os pais ensinassem desde cedo que É A MULHER MESMO QUE DECIDE QUEM ELA QUER POR CIMA, EMBAIXO E SOBRETUDO DENTRO DELA, E QUE QUANDO ELA DIZ NÃO O BONITO TEM QUE RESPEITAR ISSO... ACONTECERIA BEM MENOS CASOS COMO DESSA JOVEM.  Prazer apenas pra um não é certo, se apenas um quer não deve ser feito, relação de um não existe, sexo é consentimento é envolvimento de dois corpos que desejam um ao outro. Foram 33 bandidos, 33 covardes, 33 elementos que usando  de um momento de fragilidade de uma mulher tiveram relações com ela, 33... 33 possibilidade de resposta covardemente arrancada, 33 "não" que não foi dito... 

   E não vou nem entrar no quesito trauma psicológico que quem é vítima de abuso sofre. Quero me ater apenas ao fato de ser tirado de formas diversas o direito que eu tenho sobre Meu corpo...  NÃO VOU FALAR TAMBÉM DA IRONIA DAS MULHERES BRASILEIRAS SEREM RECONHECIDAS PELAS CURVAS DO SEU CORPO! 
Vai além sabe, ninguém  tem o direito de não ter suas vontades respeitadas, roupa curta, seios fartos, bunda grande não dá a marmanjo nenhum o direto de usufruir disso sem que eu diga que pode, que quero, que tá bom...

Então MOLEQUES, ENTENDAM DE UMA VEZ POR TODAS QUE A SUA MASCULINIDADE, NÃO É FERIDA POR UM NÃO QUE TU ESCUTA, COMO NÃO É REFORÇADA PELO NÚMERO DE MULHERES QUE PASSAM POR SUA MÃO OU POR SUA CAMA, VOCÊ NÃO É HOMEM POR TER VIDA SEXUAL ATIVA, VOCÊ É HOMEM QUANDO CADA UMA DAS SUAS MULHERES DECIDIRAM SE ENTREGAR DE CORPO ALMA E SEI LÁ MAIS O QUE.

E MULHERES PARA NÓS... QUE TENHAMOS CADA VEZ MAIS CONSCIÊNCIA DA IMPORTÂNCIA DE ANUNCIAR QUALQUER AGRESSÃO QUE SOFRERMOS, HOMEM QUE LEVANTA A MÃO PRA UM TAPA, TE ESTRUPA E LOGO TE MATA, E UM PULO DE UMA COISA PRA OUTRA, E QUE VENHAMOS RESPEITAR TAMBÉM O LIMITE DO CORPO DE OUTRO... 
    
Wanessa Guimarães, mas falar disso sobre uma questão religiosa, me levaria a questionar nossa organização, sim a luz de quem não entende O EVANGELHO É PREGADO DE FORMA MACHISTA,  a prova disso? Olha o número de pastores que se assentam à frente das igrejas, olha a tal de história da submissão,. Olha o fato de ser pregado que o HOMEM É CABEÇA DA MULHER,  e não, não estou falando que isso esteja errado, estou afirmando que está sendo vivido de forma errada.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Sobre me tornar filha única




   Eu não sei ao certo em que exato momento eu disse OK VIDA CANSEI, QUERO SE FILHA ÚNICA. Mas sei que isso aconteceu, terminei o sábado sendo a irmã mais velha de alguém, encerrei o domingo tornando me filha única...E o que eu poderia dizer sobre isso? PERDER DÓI...  E seria irônico se não fosse tão real, mas perder dói, sim, simplesmente assim dói...

        Perder um objeto dói, perder um dente dói, perder o trabalho dói, perder o CD preferido da sua banda predileta também dói,perder alguém dói... Perder um irmão, o único irmão dói... 
Porque de certa forma, você se perde um pouquinho junto, sabem aquelas fases da crise de identidade? Onde nos olhamos no espelho, e tentamos descobrir quem somos, e pra onde iremos? Pois é, perder o único irmão é bem assim! 
      
      É se olhar no espelho e fazer um esforço tremendo para se achar ali, no meio da falta que o outro faz para você, na falta que ele faz para seus pais, se achar nas incontáveis vezes em que você vai ter que lidar com um frequente "SE FULANO ESTIVESSE AQUI".
Tornar-se filha única, é também ser perdido, perdido no mês do aniversário, esquecido no dia do aniversário... E novamente isso dói, porque não estamos falando apenas de uma pessoa com seu DNA, que te atentava, que te batia, que fazia você levar a culpa de coisas que você não fez, que não está mais ali, vai além sabe... 

     Você passa a ser alvo de cobranças, para se cuidar melhor, para levar o casaco que pode esfriar e  literalmente surta só de pensar em como vai fazer para cuidar dos seus pais na velhice, com um aqui sobre seus olhos, e o outro longe...
Sempre ouvi que me tornar Mãe dos seus pais seria doloroso, mas se tornar Mãe dos seus pais sozinha é bem mais que isso... É complicado sabe... 

    É complicado ver um ir dormir chorando, por dor, remorso, culpa,ou seja lá qual for o sentimento que nunca saberei descrever, é complicado o outro não atender suas ligações, é complicado imaginar uma vida inteira adotando filhos de amigas como sobrinhos, e saber que por mais que os ame, você nunca saberá o que é olhar para o seu irmão e para o filho dele é sentir que tem alguém dando continuidade ao legado da família.
Tornar-se filha única, te torna só, anula o plano de estar junto no domingo para o almoço em família, é não ter para quem contar as artes que fez com o seu irmão, é não ter pra quem contar o dia em que ele cismou que ia voar...e ser só dói..

       A dor piora quando vemos quão infantil é a crença dos "para sempre", vivemos achando que não vai acabar sabe. Mas acaba aí a dor cresce à medida da importância em nossa vida, à medida das lembranças indo, vindo, destruíndo um pouquinho aqui, colocando algo no lugar ali.. À medida em que os dias se vão e outro chega... 

    Não me arrependo da irmã que fui, não mesmo. Eu me arrependo do simples fato de que a minha dor não mudou nem pouco minha parentela, meus primos ainda possuem seus irmãos, mas será que já imaginaram a vida sem eles antes de lançar aquela palavra dura? Antes de ficar horas, dias, semanas... Sem se falarem? Queria que as lágrimas que choro escondida fizessem com que eles se cuidassem um pouquinho mais, que olhassem para o outro é se visse ali em virtudes e defeitos... Completo e continuidade...

    É impossível se preparar para perder alguém e isso, todo mundo já está cansado de saber, mas é possível se preparar para ter a sensação de ter feito o seu melhor para o seu pedaço, ao perder alguém... Minha vó sempre dizia que quando damos o melhor de nós a alguém, é como se aquela pessoa fosse uma pérola, e quando a perdermos lembrariamos dela como um tesouro que cuidamos, mas que precisou partir. 
    
    Hoje após também te-la perdido, entendo o que ela quis ensinar avcada vez em que antes de embarcarmos de volta pra casa ela  beijava  a minha testa e do meu irmão e pedia  CUIDEM UM DO OUTRO, DEFENDAM UM AO OUTRO E SE AMEM POIS UM DIA UM SERÁ SÓ LEMBRANÇA NA VIDA DO OUTRO...

Quem dera pudesse ser eu a lembrança pra meu irmão....

   As coisas mudam... Ao perdermos o mais jovem da MINHA família, perdemos uma vida tão cheia de vida e de ânsia por viver essa vida. Que se foi de forma instantânea demais, deixando aqui perguntas demais para respostas de menos.
É um tanto quanto  ilusório esperar que eu consiga falar da exata dor que sinto e esperar que a entendam, mas quer saber o que aprendi me tornando filha única?

   Que se olhar no espelho, vai sempre te lembrar alguém além de você, que embora haja dor, latejando, é uma parte da vida apenas que te impulsiona a tentar ir sozinha a lugares que planejou ir junto, e assistir os mesmos filmes sem prestar atenção neles, só se assiste para tentar reavivar o outro em você, as fotos espalhadas na parede, serão dolorosas e você vai estar no ambiente e não vai olhar pra elas, você sabe que não tem retorno daquela pessoa, mas vai sempre esperar que ela entre pela porta e brigue com você de novo... Sabe qual a dor de se tornar filha única? Vai sempre faltar alguém que vai parecer ser melhor que  você, é quer saber mais? Isso vai destruir- te aos pouquinhos, você vai sorrir na frente de muitos o que vai chorar as escondidas... E posso ser um pouquinho mais sincera? Elizabeth Bishop, estava certa  no lindo poema  A ARTE DE PERDER...

Arte de perder não é nenhum mistério;
Tantas coisas contém em si o acidente de perdê-las, que perder não é nada sério. 
Perca um pouquinho a cada dia.
ACEITE, austera, a chave perdida, a hora gasta bestamente.
A arte de perder não é nenhum mistério.
Depois perca mais rápido, com mais critério: lugares, nomes,a  escala subsequente da viagem não feita.
Nada disso é sério! 
Perdi o relógio de mamãe...
Ah! E nem quero lembrar a perda de três casas excelentes.
A arte de perder não é nenhum mistério.
Perdi duas cidades lindas e um império que era meu, dois risos e mais um continente.
TENHO SAUDADES DELES. Mas não é nada sério.
- Mesmo perder você (a voz, o riso etero que eu amo) não muda nada.
Pois é evidente que a arte de  perder não chega a ser mistério por muito que pareça muito sério.