Quando o luto acaba!


Dois anos... Exatamente dois anos 
Um dos meus piores defeitos é sem sombra de duvida a intensidade, e como alguns devem ter lido ou ouvido ha dois anos perdi o que julgava ser um grande amor, e nem preciso dizer que fiquei mal neh? Hoje acredito que foi tudo apenas um processo necessário para meu crescimento. De alguma forma eu precisava aprender a amar, desejar e perder...
Os dias foram os piores possíveis, mas ao mesmo tempo aprendi tanto com eles e hoje vejo que foram neles em que cada pessoa e cada circunstância ao meu redor me mostraram minhas forças... É  engraçado como nossos piores dias nos revelam que somos de fato sem as mascaras que colocamos pra cobrir o rosto, os sorrisinhos para esconder as lagrimas.
Perder o Herick me ensinou tanto, me ensinou a valorizar as pessoas e que o primeiro minuto pode também ser o ultimo, que nada e ninguém podem apagar certas coisas, mas podemos aprender a deixar a dor e as vestes de luto de lado e viver a vida, e quem ficou é responsável por seguir em frente....
Foi o que eu fiz, decidi sarar, decidi olhar pra trás com gratidão, decidi fazer o luto acabar....
Quando decidi sarar descobri que Deus é o único capaz de fechar algumas feridas e fazer com que as cicatrizes sirvam pra que outras pessoas sejam edificadas com minhas perdas, então acabou o luto...
É bem mais fácil dançar sobre a dor quando se tem amigos pra te fazer sair de casa quando se quer sorvete de chocolate com o filme mais gomantico de todo o universo, quando elas estão ali sempre... foram preciso dois anos pra entender que nada na vida é completamente errado e menos ainda totalmente certo,
Hoje o que sentia por ele é apenas um sentimento bom, e  sei que em nossa história existe coisas que valeu a pena ter vivido, ele me fez crer que podia enfrentar todos, que não preciso aceitar tudo o que me é imposto ,que posso ser quem eu desejar ser, mas  uma das coisas mais lindas que o Herick me ensinou ele foi a chorar sem medo e a amar alguém com sinceridade e simplicidade... Hoje as lembranças são fragmentadas e cada vez menos frequentes, o luto vai cedendo espaço para a dança, o choro para o riso.... músicas, lugares, cheiros, olhares estarão sim sempre presentes pra me lembrar de quem eu era e de quem eu sou, serve pra me dar certeza de que quando o mundo cai, a morte chega é Deus com seus anjos quem cuida de mim.
Dois anos após sua perda posso me sentir leve, serena, tenho vivido momentos de paz, posso sair sem culpa, rir sem medo e amar sem sentir que estou traindo....
 E eu amo poder ser de novo como eu sou
vá em paz
vá com deus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aprendendo com o Isaque, que daqui só se leva o amor...

CARTA PARA MINHA AMIGA

o Isaque nasceu!