20 e tantos 7 que já vem

          Estou a dias de  completar os 27 anos, e um filme começa a passar na minha cabeça... Rs... Que loucura!
A primeira coisa que aprendi é que 20 e tantos é tão melhor que 20 e poucos, unicamente porque aos 20 e tantos é a fase em que finalmente começamos a ficar um tanto quanto menos ansiosos, afobados, afoitos  e impetuosos... É  aqui que começamos a nos orgulhar de cada pequena coisa que conquistamos, ainda que seja estar bem resolvida em alguma área da nossa vida, conseguimos confiar mais no nosso taco, na nossa capacidade, e essa auto confiança é tão gostosa que nos torna mais exigentes sim, mas para compensar também vem aliado a uma ousadia gostosa, mesmo que com pés fincados no chão arriscamos já atentos para o que pode dar errado... E algumas  pessoas dão  sorte de  lidaren melhor com o que dá errado, incluindo o sumiço da pessoa com quem se  começa a sair...

      Me afastei de pessoas, me tornei mais seletiva e notei que isso é saudável, bom e necessário, as vezes precisamos nos afastar e silenciar para entendermos quem é quem, e acreditem você descobre quem sim, quem não e quem nunca, mas o que realmente importa é o que você vai fazer com o que viu, que define o tipo de dias que terás pela frente, isso me lembra minha vó  ela sempre me dizia "Se você não vai fazer nada com as respostas, se dê o luxo de fazer pergunta alguma..."
Falando na Senhora minha vó, tenho aprendido a conviver com as ausências, tenho aprendido que é possível viver bem com pouco, realmente menos é mais... 

        Vi 365 dias nascerem, vi 365 noites trazerem de volta o dia, passei algumas noites em claro, chorando, pensando, reajustando quem era, afim de estar exatamente apontada para um alvo, tentando ser uma flecha nas mãos do Cristo que realmente é meu alvo, para isso abri mão de minha razões, e isso me fez conhece-lo mais profunda e e intimamente, entendi verdades da bíblia que antes passavam desapercebida por meus olhos.

       Tudo que eu sabia sobre a graça foi desfeito e refeito aos 26, vivi na real a diferença entre o pensamento positivo e a fé, o pensamento positivo nos faz achar que somos capazes, que dará certo ainda que pareça que não, mas dará certo pela força do nosso braço, por méritos nossos, a fé é exatamente o oposto disso, fé é não saber o que virá mas crer que Deus é Deus independente do "quê," e do "se" ele fizer...

       Eu me vi caça do amor dEle, me vi perseguida  mas alcançada a medida que eu me permitia ser envolvida, notei que a graça me torna grata, e a gratidão me faz dormir melhor, me faz um ser humano melhor, milhares de pessoas apenas passam pela vida, sem se importar com quem esta ao redor, enquanto outras se encontram consigo no outro e quando partem deste mundo seu legado permanece, foi assim com Jesus, e pode ser assim conosco e o caminho é unicamente a gratidão que move o coração de Deus a nosso favor...

Se eu já havia desconfiado, que minhas palavras dizem mais sobre mim do que tudo o que eu tentar mostrar sobre mim. Hoje, a dias de um novo ciclo, nova estação, novos dias, novos desafios a serem enfrentados, lições a serem aprendidas tenho, certeza que em determinados momentos somos reféns daquilo que falamos e não do que calamos. 

Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo. Provérbios 25:11

       O silêncio é ouro, assim como a palavra dita no tempo certo, eis aqui o bonito do domino próprio pelo qual tanto orei nestes 365 dias dos meus 26 anos... Foi difícil a caminhada, mas não teria sido tão construtiva se fosse diferente, o caminho muda, fazendo mudar também  o caminhante, o caminhar nos faz entender de forma clara o caminhante, o destino e a mesma graça já citada, entendi que nunca se tratou de mim, ou daquilo que eu poderia agregar. Graça é sentir- se em casa e a vontade em uma casa que não é sua mas te aceita como integrante recém descoberto... Graça... Favor imerecido que nos ensina a contar dias, que ensina viver esses  dias de vida  de modo que todos saiam ganhando.

      Os 20 e 7 estão logo ali na  minha frente, e mesmo não sabendo se vivi tudo o que havia para viver nesses 26 anos ou se deixei escapar algo, ainda que seja um segundo importante, um sorriso, uma palavra que devia ter sido guardada, um abraço que deveria ter sido entregue... Tenho convicção do quanto viver é inebriante..  E será assim se eu decidir assim então... Que venham os 27, os 40... Os 72 e que  eu floresça independente da estação e da situação...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA PARA MINHA AMIGA

O maior vilão sou eu