Eu sinto força ao segurar sua mão

 Eu sinto força ao segurar sua mão

 Sou o tipo de pessoa que  presta atenção nas  coisas  do dia  a dia, há pouco tempo falei aqui, que  meu trabalho fica  próximo à uma  escola ( neste link  aqui você pode ler o texto ao qual me  refiro: Você não se veste como crente) hoje  não foi muito diferente, eu estava  na  porta  do meu trabalho lendo e  vi uma vó conversando com a  neta enquanto a  buscava na escola, em meio a tudo que a menina  vinha contando sobre a  aula, a  criança segurou a  mão de sua  avó e disse: VOVÓ EU AMO SEGURAR  SUA MÃO... A  vó sorriu e  disse  É EU SINTO FORÇA AO SEGURAR TUA MÃO....


  Sabem quando a conversa  do outro te  faz  rir? Eu parei a  leitura, sorri e fique as observando andarem de mãos dadas  até elas  sumirem do meu campo visual, só que  não sou apenas o tipo que presta atenção nas  coisas  do nosso dia  a dia  agitado, eu preciso  tirar daquilo uma  lição, e a  frase  EU SINTO  FORÇA AO SEGURAR  SUA  MÃO, não parou de  martelar minha mente....


    Me  recordo de poucas  coisas  do velório do meu irmão, porém uma das que  me  lembro sem que  ninguém tenha  me  contado, é que o tempo todo uma  das minhas  amigas  segurou a minha mão, não foi um simples  segurar  de mãos, foi ela  do jeito dela  me mostrando que ela  estava  ali, mesmo se eu não me  recordasse, ela  estaria ali quando eu não tivesse  palavras, quando ela não tivesse  palavras, ela  estaria  lá... Perto segurando minha mão, me ajudando a levantar..... ME DANDO FORÇA AO SEGURAR MINHA  MÃO!


   Temos  nos esquecido destas pequenas manifestações de afeto, temos  pautado nossos  sentimentos em declarações em redes  sociais (nada contra elas), quando duas mãos se encontram tocamos bem mais que as mãos, dizemos muito, sem dizer nada, unimos calores.... Vai além da pele  entendem?

  Ter uma  relação de pele com as  pessoas não é ruim, mas  como disse  Arnaldo  Jabor "Pele é um bicho traiçoeiro", não dá pra  fazer o que ela  pede  sempre que ela  pede, não  dá pra alimentar ela  sempre que  ela  tem fome  por  contato físico....


Mas  segurar as mãos..... Ah segurar as mãos dizem muito sem dizer nada, PRECISAMOS de nossas mãos para muita  coisa, ela  é sem dúvida a parte  do corpo que  mais  movimentos... É por meio delas  que  afagamos quem amamos em sua euforia, também é com ela  que  socamos  na  hora  da raiva....  É como se  nossas mãos fossem os  olhos da nossa pele...se os olhos  são as  janelas  da alma, as  mãos são a porta   para a pele....


Na  noite em que  perdi meu irmão, minha  amiga me  mostrou que segurar as mãos acalma, segurar  as  mãos é sofrer junto, é apoiar, ajudar a levantar quando sofremos, é abençoar....  Na  noite  que perdi minha  vó, minhas mãos joviais e quentes, segurando as mãos delas  marcadas  pelo tempo, e  cada vez mais  desoxigenada, pedindo entre lágrimas para que Deus não prolongasse  demais o sofrimento e  calasse  a  dor, pode ter  sido o alívio que ela  precisava... A liberação para  ir, com a certeza de que  ficaríamos bem.... Eu orei com ela, pouco antes dela  cruzar a  tênue linha  que a mantinha com quem a amava para se lançar nos braços do Deus que  a chamava...

 Eu posso ter sido a força que ela  precisava  para ir....


Nosso mundo, nossos dias, essa humanidade corrompida, se esquecendo cada  vez mais  de coisas tão simples, apenas me mostram o quanto distante estamos  de saber  falar  a linguagem de  amor  do outro, e sendo ainda mais  incisiva, esquecemos em algum lugar  do caminho  que  todo amor  começa em um toque , que  o toque é feito de contato... Temos  nos  tornado superficiais até nisso.... Temos muitos toque, temos contato de pele com um milhão de pessoas , mas  eles nada dizem, nada  contém, nada  são, nada  transmitem... São mero toques de pessoas vazias  sem nada  a  oferecer.... E assim os  amores  vão se perdendo na superficialidade  de quem é superficial....



 E assim afetos  vão perdendo forma, leitos de mortes se tornando o lembrete do tempo perdido, do abraço não dado, do "eu te amo" não dito... Aí mãos querem se  tocar.... Porém, é nesse momento que  o último aperto de mão cala  sua  voz, só que agora por  uma  eternidade para te lembrar do tempo que se  perde sem nada deixar....

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA PARA MINHA AMIGA

o Isaque nasceu!