O medo e a fé caminham de mãos dadas

Mas, quando reparou no vento, ficou com medo e, começando a afundar, gritou: "Senhor, salva-me!" Mateus 14:30

      É interessante pensarmos na  vida de  Pedro e  saber que  apesar  de uma fé vacilante, Pedro atraía para si o amor de Jesus na  mesma  medida que era  atraído para o amor  de Jesus, Pedro me fala de  Intimidade...

     Em alguns casos, intimidade também é entendida como "toma aqui meu coração faça dele hambúrguer", nós nos expomos para sermos íntimos, nos deixamos ser conhecido e isso  é perigoso e assustador mas, é tão inexplicável quando colocamos Deus na outra ponta... Pois, ele  nos conhece até mesmo onde nem nós mesmos somos capazes de  conhecer...
Intimidade é levar alguém pro seu quarto enquanto você troca de roupa e não sentir vergonha por  isso...

       Pedro não escondia de Jesus nem mesmo suas mazelas, e isso o fazia viver o inédito de Jesus...
Precisamos entender que Jesus é movido por momentos, e ele nos  procura chama pelo nome  e nos lembra quem somos... E Pedro sabia quem era, sabia o que sentia e deixava  seu mestre também conhecer. Nos falta isso hoje, não sabemos quem somos e  por  isso tememos a repreensão de assumir que nossa fé também titubeia...

Dias  difíceis? Sim!
Dias assustadores? Em demasia!
Dias de medo roubando a fé? Pois é porção de Pedro em mim...
Dias de solidão? Sim, apesar de contar com bons amigos...
Dias de  lágrimas? Pois é...
 A verdade é que somos “meia boca”. Batemos no peito alegando preferir as  verdades, mas  somos loucos por  um tapinha nas costas, somos a hipocrisia vestidos fajutamente de  cristão, somos Pedro querendo ser Paulo, somos Marta querendo  ser  Maria... Por isso o medo rouba a fé, quando sabemos quem  somos, assumimos também as mazelas e medos existentes, somos quem somos sem medo de Jesus não gostar...
      Não sei se existe um meio do medo não roubar a fé, não sei mesmo. Mas  há um versículo no livro de Jó que  diz que: “Ao cheiro das águas brotará como planta nova, seus  ramos  serão renovados, seus frutos  não acabará mas  viverá... (Jó:14-9)

     Precisamos apressadamente entender que não é errado ter medo, não é errado o medo roubar a fé, você não precisaria de Deus se  fosse totalmente forte e capaz, há humanidade em nós para que  ela nós lembre que existe alguém além de nós,  controlando o universo nas mãos que age quando mesmo sem entender o caminho, seguimos por ele cantando por sabermos  que ELE (DEUS) estará cuidando de tudo por mim, por nós, mesmo que eu precise estar  entre lágrimas....

     Ainda me  recordo de uma  conversa em que minha melhor amiga repetiu “vai valer a pena” incontáveis vezes... Ainda me  recordo de  pensar “não era isso que eu queria  ouvir. Não mesmo” rs...
Hoje eu entendo qual era a intenção dela, e era me mostrar que a desesperança é o deparar com minhas  limitações humanas, para entender enfim que  a esperança nasce quando  a  fé teima em acreditar, a fé é a teimosia  de  vir a existir... A esperança é apresentar o Pedro que  em mim habita a mim mesma, dando ao meu criador liberdade para me atrair, me  moldar, me  mudar até que eu seja como ele  precisa que eu esteja.

"Se no desapontamento a esperança nasce", que nossa fé continue renascendo, e que continue  valendo a pena...

     Que continue valendo a  pena ver o medo roubando a fé , só para ver ela renascendo de novo e  de novo....
Que continue valendo a  pena suas  renúncias e minhas  renúncias...
Que  continue valendo a  pena tentar reacreditar, que  continue valendo a  pena  mesmo...
E que mesmo quando parecer não mais  valer a pena, quando faltar palavras, sobrar medo, ou faltar vontade que  sobre a  certeza que  Deus é sempre quem nos sustenta no caminho, que em meio aos  furacões que virão vejamos que o "Descansar" é no colo daquele  que nunca nos  deixa...
Que mesmo no deserto ele  pinte um arco- Íris diante dos  nossos olhos...
Porque Deus só abre o mar, para os  filhos que colocam o pé na água apesar da possibilidade de  afundar, e esses filhos atravessam o caminho ainda molhado porém com a certeza de que há um Cristo sustentando a fé no caminho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA PARA MINHA AMIGA

7 Dias de uma vida sem você