Menos juízes e mais médicos

Uma coisa na qual essa geração tem tornado-se especialista é em julgar, sempre temos nas mangas um próximo julgamento para usarmos.

Somos tribunal quando deveríamos ser hospital, fugimos por completo daquilo que Cristo em seu exemplo nos mostrou, Ele foi a própria manifestação do que é o amor, em todo tempo e não bastando era também bom o tempo todo.

Talvez a culpa disso, seja ironicamente o aquecimento global, que afeta também nossa capacidade de tentarmos ser amor, por que somos à semelhança do Deus que é pai e filho ao mesmo tempo, mas nos esquecemos  de saber quem são os tesouros que acumulamos, sim quem são, pois estamos presos demais em nossas ânsia por sempre mais e mais dinheiro, para perdermos a vida que ele não compra em um assalto.

Tem sido mais frequente que nossos lábios profiram julgamentos, que palavras que produzam  frutos, é aparentemente mais comum vermos e nomearmos falhas que abraçarmos.

 Por vezes me pego pensando o que é que Cristo faria se ainda estivesse aqui na terra conosco, será que os ensinamentos  finalmente seriam ouvidos? Já que caímos nos mesmos lugares, o buraco do outro tem sido feito como um abismo por nós mesmos.

Algo me diz que se ainda estivesse aqui, Jesus  que eu conheço, abraçaria cada pessoa que de um modo ou outro matamos quando esquecemos que somos semeadores da vida, nossos olhos já não funcionam, nossas riquezas se tornaram  meramente materiais, apenas deixamos no asilo quem já não podemos mais perder tempo para cuidar.
 TEMOS UM BELO DISCURSO, MAS UMA ALMA PODRE

Estamos longe de sermos geração eleita e povo escolhi... Só oro pra que mais pessoas notem isso a tempo de verdadeiramente mudarmos, que paremos de dar aos porcos as pérolas que recebemos do Criador.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA PARA MINHA AMIGA

As coisas que aprendi com você depois que te perdi

Preciso e mereço alguém que some e não suma