No silêncio me pega no seu colo de amor

Assim como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece daqueles que o temem.
 Pois ele conhece a nossa estrutura; lembra-se de que somos pó.
Salmos 103.13-14

Sobretudo, hoje posso afirmar que Deus habita no silêncio...
No silêncio quando todos se vão, e ficam apenas eu, Ele e um turbilhão de sensações, então... Ele resolve se deixar ser encontrado, eu vou como estou, levando a Ele minhas dores,apertos, raivas e medos, e Ele.... Ele para tudo e se deixa ser mais, bem mais que o curador das minhas dores, ele me faz crer que não mais as levarei, aceitar a cruz é abrir mão dos cravos!
O irônico, é que na verdade não é o mundo que se silencia, mas eu quem calo em mim o mundo, e me calo em meio ao mundo. Um silenciar que torna-se vital, um plano de fuga que te ajuda a resolver as desordens...
 Tenho aprendido que Cristo é a descrição mais exata de equilíbrio, metafóricamente falando,Ele te desequilibra, para te equilibrar...
Meus extremos por vezes buscam atitudes conciliadoras da ordem interna com a externa, minha rigidez com Ele deixa de ser inflexível, no silêncio quando todo se vão....
As vezes a vida é como estar em um carro correndo a...120... 130... 150... 200 km por hora a paisagem ao redor passa rápido demais, e tornam -se borrões, aparecemos conhecer a estrada pois, mesmo com a mente em outro lugar permanecemos ali, correndo mesmo sem atenção ao que fazemos... Mas então notamos que não há mais ninguém ali conosco em nossa corrida desenfreadas, somos silêncio, pensamentos e uma estrada... E é exatamente aqui que encontramos Deus...
E quando todos se vão, quando o barulho da lugar ao silêncio, quando a solidão aperta que Deus nos pega em seu colo de amor... Não e metáfora dizer que o colo de Deus só é encontrado no meio da solidão, afastar o mundo, ir para o jardim secreto, Deus que é infinito em perfeição está na calmaria, no desacelerar, ele segura nossas mãos, nos pega no colo e nos faz ir a toda pleniture de calmaria que só se é encontrada nele, e é ali nessa abundante calmaria de um colo de amor que podemos descansae e viver bem tranquilos, como criança que é girada no ar, confiantes de que o NOSSO PAI não nos deixará cair... 
Alguns levam um tempo maior para entenderem que é Deus quem nos mantém seguros quando a celocidade que corremos faz a paisagem conhecida se tornar borroes que desconhecemos, Ele está na nossa agitação enviando sinais para prender nossa atenção e assim nos aquietarmos, mas preferimos os ponteiros marcando uma velocidade alta demais, mas que se comparadas aos nossos pensamentos, não são nada...
Mas Deus o pai bondoso sabe que chegará um momento em que precisaremos reduzir a marcha e pararmos, e Ele espera pacientemente pelo momento que silenciaremos todo o resto, e quando pensamos que o mundo se esqueceu de nós, quando olhamos pra trás e notamos a ausência de marcas para voltar ao lugar de origem, batemos de frente com seu majestoso amor e passamos a entender que este caminho até Ele está sempre aberto, para nos encontramos, para o encontrarmos,  Deus sabe rs... Apenas sabe, Ele sempre sabe, que voltaremos, ele simplesmente sabe  dos nossos limites e está lá no ponto final de nossa força humana, esperando por nós... 
MAS ELE TAMBÉM NOS DEIXA SABER QUE NÃO TEMOS OUTRO BEM ALÉM DO SEU COLO E CORAÇÃO PARTERNO,ELE SEMPRE E PRA SEMPE TERÁ MÃOS LIMPAS, CORAÇÃO PURO E UM COLO DE AMOR PARA NOS ENTREGAR, QUANDO SILENCIOSAMENTE ENTRAMOS NOS SEGREDOS DO JARDIM SECRETO....

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CARTA PARA MINHA AMIGA

7 Dias de uma vida sem você